Onde estamos

O Instituto Capitalismo Consciente Brasil iniciou, em 2020, um movimento de expansão e já conta com algumas filiais regionais pelo país. O objetivo das filiais é atender e articular empresas, grupos de empresários e lideranças locais em prol da ampliação de práticas empresariais mais conscientes. Confira no mapa as localizações.

Fale conosco

Instituto Capitalismo Consciente Brasil

Rua: Alcides Ricardini Neves 12, conjunto 1308
CEP: 04575-050 - Cidade Monções - São Paulo, SP

Telefone: +55 11 98828-2141

E-mail: contato@ccbrasil.cc




    Assessoria de Imprensa




      Para assuntos relacionados a assessoria de imprensa (convite para palestras, eventos e entrevistas) envie uma mensagem pelo formulário ao lado. Se preferir você pode enviar um e-mail para cc@maindi.com.br

      Perguntas frequentes

      Comece por aqui

      O Capitalismo Consciente é uma filosofia sobre condução de negócios de forma mais humanizada e consciente; é quando uma empresa pensa no lado humano de seus colaboradores antes mesmo de pensar na escala e no lucro. O conceito foi desenvolvido por Raj Sisodia e John Mackey e pode ser acessado no livro Capitalismo Consciente – Como libertar o espírito heroico dos negócios. Em 2010, nos Estados Unidos, foi criada uma organização sem fins lucrativos, chamada Conscious Capitalims Inc., dedicada a promover a filosofia e as práticas do Capitalismo Consciente. O Instituto Capitalismo Consciente Brasil (ICCB) é uma filial do Conscious Capitalism Inc. e está presente no Brasil, com sede na cidade de São Paulo, desde 2013. Assim como o Conscious Capitalism Inc. o ICCB também é uma ONG. No mundo, há 13 filiais internacionais do Capitalismo Consciente.

      Capitalismo e Consciência podem caminhar juntos, não é algo utópico. Estudos mostram que quanto mais consciente uma empresa, mais ela ganha dinheiro. O acadêmico que desenvolveu esta pesquisa chama-se Raj Sisodia, ele é reconhecido internacionalmente por ter desenvolvido trabalhos pioneiros em marketing e estratégia de negócios, ética em marketing e produtividade, gestão de stakeholders e liderança. Sisodia é FW Olin Distinguished Professor de Negócios Globais e pesquisador acadêmico do Whole Foods Market e Capitalismo Consciente na Babson College, é cofundador e copresidente do Conscious Capitalism Inc.

      Não. Todas as filiais do Conscious Capitalism Inc. seguem as mesmas premissas. Há a liberdade de articular a estrutura da ONG e o desenvolvimento das atividades de acordo com as necessidades de cada país, mas, em essência, os movimentos não se diferem.

      O ICCB realiza diversos modelos de eventos (palestras, cursos, workshops, in companies, cafés da manhã, jantares, entre outros) e publica materiais (livros e informações on-line: site, redes sociais, e-mail marketing).

      Como fazer parte?

      Além de nos acompanhar nos eventos, você pode se associar ao Instituto Capitalismo Consciente Brasil. Temos diferentes categorias de associação para pessoas física e jurídica. Clique AQUI para conferir.

      Ser um embaixador(a) do ICCB mostra um posicionamento de apoio e multiplicação dos pilares que sustentam o Capitalismo Consciente. Significa que você está disposto a colaborar para a construção de organizações mais conscientes e com uma gestão mais humanizada. Significa que você toma para si a responsabilidade de sensibilizar sua rede de contatos para a causa do Capitalismo Consciente e de compartilhar com ela as informações disponibilizadas pelo ICCB. Você pode usar o selo de embaixador na assinatura de e-mails pessoais e em qualquer material de comunicação pessoal que você queira.
      ⚠️ Fique atento, no entanto, para não usá-la em sites de empresas ou comunicações corporativas de qualquer tipo pois essa é uma outra categoria de associação e relação com o ICCB.

      Sim. É possível ser Capitalista Consciente independente de sua área de atuação ou cargo. Um Capitalista Consciente é alguém que trabalha com o propósito de transformar algo no mundo para melhor (não apenas pelo salário ao final do mês), que estabelece relações de confiança e cuidado no dia a dia do trabalho, que consome produtos levando em consideração a sua feitura e seu impacto, que sabe a importância de se ganhar dinheiro e que isto não está acima do respeito à sociedade e ao meio ambiente.

      Não. Acolhemos em nossa comunidade de associados toda e qualquer pessoa e empresa que esteja disposta a entrar em uma jornada de transformação e evolução nos pilares do capitalismo consciente. A porta de entrada em nossa comunidade para empresas é a nossa Pesquisa anual Empresas Humanizadas do Brasil que aplica uma completa e científica avaliação multistakeholder e entrega, ao final da avaliação, um rating de consciência organizacional e um completo relatório de feedback com muitos insights que viabilizam passos evolutivos. Importante reforçar que não associamos somente empresas já ditas ou reconhecidas como conscientes e, portanto, não somos um clube de empresas conscientes.

      Empresas Conscientes

      Ela tem que ter um propósito maior que vá em busca de solucionar algum problema no mundo e impactar a vida das pessoas positivamente, além de apenas visar ser saudável financeiramente; ter líderes que atuem dentro do propósito e que consigam levá-lo aos outros membros da empresa; ter uma relação equânime com todos os stakeholders, respeitando empregados, clientes, fornecedores, investidores, meio ambiente, enfim, todos aqueles que se relacionam de forma direta ou indireta com o negócio. E, por fim, como consequência das outras características mencionadas, ter uma Cultura Consciente que se perpetue pela empresa e seja tão enraizada que não dependa de seu líder atual para existir.

      Com certeza! O Capitalismo Consciente pode ser exercido por qualquer empresa, mesmo aquelas que por muito tempo agiram de forma descompassada com os pilares do Capitalismo Consciente. O importante é a empresa querer se transformar. Podemos ajuda-los nessa mudança, entre em contato!

      Empresas Norte Americanas: Whole Foods Market, Container Store, SouthWest Airlines, Starbucks, Barry-Wehmiller, entre outras. Clique AQUI e veja quais são as empresas associadas ao Capitalismo Consciente Brasil.

      Sustentabilidade

      Um dos pilares do Capitalismo Consciente é a Integração de Stakeholders e o meio ambiente é um stakeholder de todo e qualquer negócio, mesmo que de forma totalmente indireta. Ser sustentável é algo inerente a um Negócio Consciente. No entanto, para ser consciente, não basta ser sustentável. Vale destacar que o termo sustentabilidade também cabe para os negócios, não somente para o meio ambiente. Para uma empresa trilhar um caminho de perenidade (“sustentabilidade”), ela deve estar focada na integração total dos seus stakeholders e de seu propósito maior. Os negócios do nosso século estão expostos à uma série de variáveis que estão fora do controle dos seus gestores, como os reviews nas redes sociais, as ingerências de regulação dos Estado, as pressões da comunidade etc. E a prática constante no dia a dia de um Propósito Maior demonstra, de forma inequívoca, o caminho correto e “consciente” da empresa necessário para sua perenidade.